Acesse nosso Facebook




Bem Estar

Idosos exigem atenção especial para enfrentar as próximas estações com saúde

Avatar

Publicado

no dia

Um preocupação para os idosos, a primeira semana do outono já deu uma trégua no calor e apresentou uma amostra de como serão os próximos três meses. Dias quentes, noites frias e cada vez menos chuvas, que deixam o ar mais seco e poluído, contribuindo para o aumento da incidência de doenças respiratórias, típicas da estação.

Dra. Carolina Thame do Amaral, médica geriatra do Centro Médico São José, de Cerquilho (SP), fala que, nesta época do ano, as pessoas idosas são um dos grupos mais vulneráveis e que, por isso, demandam atenção redobrada com a saúde. “É comum, neste período, a mudança de alguns hábitos. Fica-se mais tempo em locais fechados, começam a sair os cobertores dos armários e o tempo torna-se seco. Tudo isso representa riscos para a maioria das pessoas, no entanto, quando falamos de quem tem a saúde mais frágil, como os idosos, os riscos são ainda maiores”, comenta a especialista.

A geriatra explica que, embora os riscos sejam maiores nas estações mais frias, quem se previne pode atravessar o período sem surpresas desagradáveis. “Um dos cuidados preventivos mais importantes é não se esquecer da vacina contra a gripe. No dia 10 de abril, o Ministério da Saúde começa a campanha de imunização, com o ‘Dia D’, marcado para 4 de maio. Por isso, é importante ficar atento, para não perder a oportunidade de se vacinar. Lembrando que é necessário repetir a dose todos os anos, com a vacina atualizada, visto que os vírus causadores da gripe sofrem mutações. Idosos, doentes crônicos e gestantes são os mais vulneráveis à gripe e possuem prioridade nas filas de vacinação”, aconselha.

Outro cuidado importante é com a hidratação do organismo. “Nesta época do ano, o tempo fica mais seco e um pouco mais frio também, o que acaba desestimulando o consumo de água. Isto é grave, sobretudo para os idosos, que desidratam com facilidade. É importante beber, pelos menos, dois litros de água diariamente, divididos em pequenas quantidades, durante todo o dia. Não adianta beber um litro de uma vez e passar metade do dia sem água. O hábito correto mantém o corpo mais forte e saudável, para combater possíveis doenças que se aproveitam do período propício”, indica Dra. Carolina.

Como no outono é comum esfriar durante a tarde, é recomendado sair de casa levando um agasalho, mesmo que esteja quente, pois a queda brusca de temperatura pode deixar o corpo vulnerável a infecções. “Um sinal de que aquele vento frio está colocando a saúde em risco são os espirros, reação do corpo para colocar para fora algum vírus, ou bactéria, que tenta se instalar e provocar uma doença. Para se proteger do frio, é preciso tirar os casacos e cobertores esquecidos há muito tempo nos guarda-roupas, o que pode provocar alergias e infecções respiratórias devido à poeira e aos ácaros acumulados. Antes de usar essas peças, o ideal é lavar e secar ao sol, para eliminar qualquer vestígio desses microrganismos”, orienta a médica.

Outro cuidado fundamental com os idosos é relativo aos banhos. “Evite deixar a água muito quente, pois, além de ressecar a pele, pode provocar desidratação em função das altas temperaturas. Pele ressecada fica mais exposta a lesões, como cortes e ferimentos, o que representa riscos aos idosos e pessoas com a saúde debilitada. Por isso, também é bom fazer uso de cremes hidratantes adequados ao tipo de pele”, completa a geriatra.

A alimentação é outro ponto que também merece atenção. “É imprescindível manter uma alimentação balanceada, evitando alimentos gordurosos e calóricos, mais consumidos nos dias frios. Também é válido praticar exercícios físicos regularmente, sempre utilizando roupas adequadas, como os agasalhos esportivos, sem nunca se esquecer do protetor solar. Uma dica importante em qualquer fase da vida é consultar-se com um médico regularmente, fazer os exames de rotina e evitar surpresas! Qualquer problema de saúde diagnosticado precocemente tem mais chances de tratamento, sem complicações”, conclui a especialista do Centro Médico São José de Cerquilho.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone: (15) 3288-4848, pelo site: www.centromedicosaojose.com.br ou pelo Facebook: www.facebook.com/centromedicosaojose. O Centro Médico São José de Cerquilho está localizado na Avenida Presidente Washington Luiz, 392, Centro.

Publicidade

Mais lidas