Conecte-se conosco

Bem Estar

Zumbido no ouvido não deixa o cérebro descansar

Avatar

Publicado

em

Zumbido? Uma recente pesquisa da Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, comprovou o que as pessoas que sofrem com o zumbido já estão cansadas de saber: o ruído percebido não deixa o cérebro descansar, pois o som se conecta com as regiões cerebrais responsáveis pela atenção, mantendo-as estimuladas o tempo todo e impedindo a mente de repousar com qualidade.

Dra. Vanessa Gardini, fonoaudióloga da Pró-Ouvir Aparelhos Auditivos de Sorocaba (SP)

Dra. Vanessa Gardini, fonoaudióloga da Pró-Ouvir Aparelhos Auditivos, de Sorocaba (SP), afirma que o estudo recente reforça o principal conselho que os médicos e fonoaudiólogos dão a quem sofre com zumbido no ouvido: é imprescindível procurar tratamento. “O zumbido no ouvido é caracterizado pela sensação de ouvir sons que não existem, sendo considerado um problema sério de saúde que, muitas vezes, é ignorado por quem o sente, o que é, de longe, a pior atitude, pois pode acarretar em inúmeras complicações, como a ilustrada na pesquisa da universidade norte-americana”, comenta a especialista.

O sintoma pode se manifestar em qualquer idade, afinal, são muitos os fatores que o desencadeiam. “Zumbido, quase sempre, é sinônimo de perda auditiva. No entanto, também pode ser causado por estresse, hipertensão, diabetes, excesso de cafeína, depressão, uso de alguns tipos de medicamentos, dentre outros fatores”, pontua a fonoaudióloga da Pró-Ouvir. “Ao elencar os causadores, podemos perceber claramente que o zumbido, em si, não é uma doença, mas, sim, o sinal de que algo não vai bem com a saúde”, completa Dra. Vanessa.

O tratamento para o zumbido é feito, na maioria das vezes, com o uso de aparelhos auditivos, que corrigem a perda de audição e diminuem a percepção do ruído. “Quando nem o uso de aparelhos auditivos é capaz de eliminar o zumbido, é preciso partir para terapias tonais, que buscam entreter o cérebro com outros sons, a fim de fazer desaparecer a percepção do sintoma. Um dos principais tratamentos nessa área é a terapia Notch, que funciona com o uso de aparelhos auditivos especiais, que cancelam os sons na frequência em que ocorre o zumbido. Dessa forma, o cérebro vai, aos poucos, deixando de perceber aquele chiado ou apito. Outras terapias ainda envolvem o uso de dispositivos que emitem sons semelhantes às ondas do mar que, da mesma forma, buscam reduzir a percepção do zumbido”, detalha a fonoaudióloga.

Ao perceber qualquer sintoma de anormalidade com a audição, como: dificuldades para escutar, sensação de ouvido entupido, dor ou zumbido, é preciso procurar atendimento especializado. “O tratamento e o diagnóstico precoce dos problemas auditivos são a melhor forma de evitar complicações e garantir qualidade de vida”, conclui Dra. Vanessa.

Mais informações podem ser obtidas pelo telefone: (15) 3231-6776, pelo site: proouvir.com.br ou pelo Facebook: facebook.com/proouviraparelhosauditivos. A Pró-Ouvir Aparelhos Auditivos está localizada na Rua Dr. Arthur Gomes, 552, Centro, em Sorocaba (SP).

Publicidade