Acesse nosso Facebook


Região

Mulher que tentou sequestrar namorada do ex-marido teve ajuda de duas filhas, diz polícia

Avatar

Publicado

no dia

tentativa de sequestro de uma mulher em Piracicaba (SP) terminou com quatro presos e uma adolescente de 15 anos apreendida nesta segunda-feira (13). Segundo a Polícia Civil, o crime foi motivado pelo ciúme que a jovem sentia do namoro do pai com a vítima. O homem teria começado a tratar a filha de forma diferente desde que iniciou o relacionamento, há quatro meses.

Foram presos a ex-mulher do homem (mãe da adolescente), a filha mais velha dela e outros dois suspeitos. Um deles é namorado da adolescente e o outro foi contratado para o crime, segundo a Polícia Civil.

Segundo o delegado Emerson Gardenal, o objetivo do sequestro era assustar a mulher e fazer com que ela terminasse o relacionamento com o homem. Se não desse certo, eles ameaçariam matar os filhos da vítima.

O sequestro foi planejado durante dois meses, informou a Polícia Civil. Nesta manhã, a vítima foi abordada no bairro Alto, próximo à Rua Saldanha Marinho, e colocada dentro de um carro.

O crime foi frustrado por uma equipe da Polícia Militar (PM), que passou na rua no momento em que a vítima foi rendida. A equipe viu um homem encapuzado e abordou o veículo.

Quando a PM abordou o carro, a ex-mulher colocou um pano na cabeça e disse que estava sendo assaltada. Além dela, os dois homens também foram presos no local.

O soldado Helio Nogueira explicou que, assim que a mulher tentou se passar por vítima, foi desmascarada pelos dois homens. “Nesse momento esse dois indivíduos falaram que ela era mandante, e não vítima”.

Já na delegacia, a Polícia Civil descobriu que o carro usado na tentativa de sequestro é da filha mais velha da suspeita. Ela foi chamada para depor, admitiu que sabia do plano e também acabou presa.

Adolescente deu calmante e cocaína ao pai

De acordo com o delegado Emerson Gardenal, a jovem de 15 anos chegou a dar calmante e cocaína ao pai durante um churrasco no domingo (12).

“Teria levado cocaína e mais calmante e ministrado a ele junto com bebida. Ele acabou dormindo e foi difícil acordar para levar a mulher ao trabalho [nesta segunda-feira]”, afirmou o delegado.

Do G1 com edição do SeuJornal

Publicidade